logo

Tudo o que você precisa saber sobre Boletos com Registro!

O que é boleto SEM registro?
rip_boleto Antes de começarmos a falar sobre boletos COM registro, vamos entender rapidinho o que é o boleto SEM registro!
Mas antes de falar sobre os boletos sem registro, deixa eu assumir aqui que esse texto tá meio atrasado... Queria escrever sobre isso no final de 2016, mas acabei ficando sem tempo desenvolvendo soluções justamente pra emissão dos boletos com registro! Mas vamos lá...
O boleto sem registro, era amplamente aceito até o ano de 2016 aqui no Brasil!
Trata-se de um instrumento de cobrança que o cliente do banco emitia, sem a necessidade de identificação do Sacado (pagador) e sem a obrigatoriedade de comunicar a emissão ao banco.
Neste tipo de documento, o banco só precisava tomar conhecimento do título no momento do pagamento do boleto. Antes disso, o boleto podia ser emitido por qualquer um que cumprisse requisitos mínimos de layouts e estrutura de alguns dados obrigatórios, inclusive, por isso, era um boleto mais barato e que até o momento da quitação não tinha, necessariamente, custos ao cedente (emissor).

O que é boleto com registro?
Um boleto registrado, é um documento de cobrança que foi registrado/cadastrado em uma instituição financeira antes de ser emitido.
Ou seja, o banco já sabe que tu estás devendo, antes mesmo de tu receberes o título pra pagar.
A FEBRABAN - Federação Brasileira de Bancos, lançou um cronograma (que já sofreu várias algumas alterações), prevendo o fim dos boletos sem registro. A principal justificativa seria de que os boletos com registro seriam mais seguros. E SIM, este boleto é em tese, mais seguro mesmo! Vamos a alguns motivos:
1) Quando ele é registrado, gera custos para quem registrou, o que já dificulta que empresas oportunistas lancem centenas de boletos e distribuam por aí! Sabe aqueles golpes de empresas de registro de domínios, por exemplo? Àquelas que mandam indiscrimidamente um boleto, como quem não quer nada, para o seu endereço, dizendo que se tu não pagar poderá perder o registro do seu domínio na internet... Pois então!
2) Ainda sobre custos, se o boleto precisar ser alterado ou "cancelado", essas operações também geram custos, portanto, mais um motivo para que os boletos sejam emitidos com um maior cuidado.
3) Um boleto, para ser registrado, precisa conter os dados do sacado, ou seja, precisa ter Nome, CPF ou CNPJ, endereço completo com bairro, cidade e CEP e assim por diante! E tem mais, os bancos validam essas informações... Havendo erros o registro não é aceito pelo banco!
Qual o cronograma atual para a obrigatoriedade dos Boletos com Registro?
A FEBRABAN, nesta data, divulga o seguinte cronograma:
-A partir de 13 de janeiro/2018 valores de R$ 50.000,00 ou mais
-A partir de 3 de fevereiro/2018 valores de R$ 4.000,00 ou mais
-A partir de 24 de fevereiro/2018 valores de R$ 2.000,00 ou mais
-A partir de 24 de março/2018 – R$ 800,00 ou mais
-A partir de 26 de maio/2018 – R$ 400,00 ou mais
-A partir de 21 de julho/2018 – R$ 0,01 ou mais
-Em 22 de setembro/2018 - processo concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros.
Problemas a vista!
Sem dúvida nenhuma, os boletos com registro vieram pra ficar e vão sim exterminar os boletos sem registro! Pelo cronograma inicial da FEBRABAN, isso era incluisive para já ter acontecido...
Ocorre que nem tudo é tão simples. Além dos bancos, as empresas emissoras de boletos estão tendo que se adaptar a isso. Quem mais se prejudica, na minha forma de ver as coisas, são os e-commerces.
Repare que para registrar um boleto existe um fluxo de atividades a ser respeitado. O fluxo mais comum é o seguinte:
O cedente solicita o registro de um boleto, fazendo com que um arquivo de remessa seja enviado ao banco, muitas vezes por um software do próprio banco. Posteriormente precisa aguardar entre minutos e até horas (em alguns bancos isso pode levar um dia) para que receba um arquivo de retorno. Apenas após a recepção desse arquivo de retorno validando a emissão do boleto, é que o mesmo pode ser emitido.
Nesse exato momento, não existe a possibilidade de se emitir hoje, um boleto registrado com vencimento pra hoje! No máximo é possível que o vencimento seja para amanhã... É por isso que muitos e-commerces vão ter de se adaptar.
Os bancos, por sua vez, também estão buscando formas de agilizar esse procedimento. Vejo que alguns estão indo para o caminho dos webservices, mas como, mais do que tudo, os bancos buscam uma segurança enorme em qualquer operação, esse ainda é um abismo bastante grande a ser vencido.

Em resumo, não adianta remar contra a maré (que baita clichê ), o jeito mesmo é se adaptar...

Por Rafael Spilki
CEO - Fluidez
07/02/2018 14:15:00


Quer conhecer mais informação sobre nosso sistema de gestão, ou como emitir, também de forma extremamente fácil, Boletos com Registro, NFS-e, NFC-e ou NF-e? Veja isto e muito mais clicando aqui!


Fale Conosco

Nome: *
E-mail: *
Mensagem: *
10.png
Digite estes números de verificação ao lado
*